semiografias, 2020
nanquim sobre papel japonês artesanal ,  8 x 8cm






como andré masson e henri michaux, que buscaram no gesto ideogramático o ponto de partida de suas escritas ilegíveis, esta série é composta por semiografias, uma escrita fictícia cuja ausência absoluta de sentido abre espaço para o corpo, dá lugar ao corpo, diz a presença do corpo.